Italiano tirou fotos de alienígenas do planeta Clarion, localizado a 150.000 anos-luz da Terra

Em setembro de 1981, um italiano de Vercelli afirmou ter sido abduzido por alienígenas do planeta Clarion. O planeta está a 150.000 anos-luz da Terra, na galáxia Eagle.

Maurizio Cavallo, 68, é jornalista, cientista e ex-professor da University of Eastern Piedmont. Ele falou em várias conferências internacionais (Lyon, Cattolica, Marselha e outras).

Em uma reunião em Turim, Itália, em 2012, ele discutiu publicamente entidades alienígenas. Ele se referiu a eles como nossos antepassados, protetores cósmicos, senhores do arco-íris e zeladores do universo.

Cavallo teve seu primeiro encontro de contato quando tinha sete anos, mas foi apagado de sua memória. Quando foi abduzido por alienígenas e levado para uma base escondida na floresta amazônica em 1981, ele se lembrou de sua primeira interação com eles por meio de hologramas neurais quando era criança.

Ele afirmou que os alienígenas existem indefinidamente e se originam da fonte primária da vida, que é onde a eternidade é formada. Ele não especificou a que tipo de fonte se referia.

Cavallo disse que foi sequestrado várias vezes. Os alienígenas revelaram fatos surpreendentes sobre o cosmos para ele, e ele está tentando comunicá-los ao público em geral.

Ele afirmou que os alienígenas revelaram vários segredos sobre a construção do universo para ele em seu livro “Beyond Heaven; Nas Fontes do Tempo; Brilha do Abismo.” Disseram-lhe, por exemplo, que o sistema solar tem 12 planetas em vez de 9, e que o espaço conhecido pela humanidade é a partícula mais comum do universo.

Cavallo disse que havia sido sequestrado por humanóides em várias ocasiões e aprendeu que os alienígenas possuem força incomparável, longevidade e beleza requintada. Eles são, em geral, significativamente diferentes das pessoas.

Maurizio Cavallo disse na coletiva de imprensa:

“Nunca me aventurei a me chamar de enviado do povo estelar ou mesmo embaixador; Nunca acreditei que fui escolhido, eleito ou predestinado”. De fato, há ocasiões em que me pergunto por que aconteceu comigo o que passei, que tentei explicar com honestidade intelectual e humildade”.

Cavallo afirmou ter capturado alienígenas na câmera várias vezes. Ele os caracterizou como tendo uma aparência semelhante à nossa, mas com características faciais um tanto distintas.

Tais alegações atraíram muitas reações negativas, e muitas pessoas acreditam que as fotografias de alienígenas com rostos humanos foram manipuladas.

Apesar disso, o autor italiano não foi afetado pelas críticas. Ele disse que as fotos não apóiam sua afirmação de que ele fez contato com uma sociedade extraterrestre.

“Não é vital para mim ser acreditado ou oferecer qualquer evidência para apoiar o que é narrado”, concluiu ele, “já que o que experimentei pertence totalmente a mim”.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *